sexta-feira, 11 de março de 2016

Quero a noite completa

Quero a Noite completa, desumana.
A Noite anterior. A noite virgem
de mim. A Noite pura. Quero a Noite,
aonde é impossível encontrar-te.

Que não há rio nem rua nem montanha
nem floresta nem prado nem jardim
nem pensamento algum nem livro algum
em que não me apareças, sorridente.

Sebastião da Gama, Pelo sonho é que vamos

6 comentários:

Vincent disse...

Todos os poemas deveriam ter a palavra Noite. Adorei.

Laura Ferreira disse...

fez-me lembrar uma música:

" a noite do meu bem"

deep disse...

A noite tem sempre algo de mágico, Vincent. :)

Tenho de procurar, Laura. :)

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

A noite é um tratado...

Bom fim de semana...

conta corrente disse...

Quem me conhece diz que sou noctívago.

Afinal é bom

deep disse...

Não é mau, não, conta corrente! :)